Eu não entendo…

… porque isto é “coisa de macho”…

… e isto não.

Não entendo mesmo.

Porque, para mim, a diferença é que o primeiro parece que o chão tá quente e, o segundo, que voa. PARA MIM, um é mais “rudezinho”, e o outro é mais elegante.

Eu não tenho nada contra hip hop (ou rap, ou break, eu não sei diferenciá- los), sério, até acho legal. Não é incrível o que ele faz, se jogar no chão desse jeito e levantar rapidinho?! Não é não? E não é incrível o que os outros fazem, esses jetés en manège(?), depois esses tour en’lair em passé (isso existe?), com ponta esticada, abdômen firme, en dehors e tudo mais que somos exigidos nas aulas?! Não é não?

Então por que há essa ideia toda?

E, às vezes, o que mais me irrita não é nem o preconceito de quem não conhece a arte, e, sim, dos próprios bailarinos: Apontando os meninos nas fotos e dizendo quem é e quem não é, dizendo que não colocaria seus filhos homens no ballet de jeito nenhum, fazendo piadinhas…

Queria que alguém se colocasse no lugar deles ou passasse o que eles passam para abrir a boca depois.

Eu fico muito triste.

Anúncios

4 comentários em “Eu não entendo…

  1. Querida, se fosse só o apontar o dedo ou fazer piada não seria tão sério… De uns tempos para cá, eu tenho recebido e-mails de adolescentes, entre 12 e 16 anos, que querem fazer ballet e têm problemas sérios em casa por conta disso. Mas assim, sérios mesmo! O problema é muito maior do que a gente imagina… A única coisa que eu sei é que, se um dia eu tiver um filho e ele quiser ser bailarino, terá todo o apoio do mundo. Pelo menos da própria mãe ele vai ter.

    Grande beijo.

  2. É o que eu já disse… se um bailarino é homossexual é porque é a escolha PESSOAL dele, mas não significa que todos também serão…
    E realmente é uma pena ver bailarinas pensando assim também.
    Eu tenho vontade de colocar um filho meu (quando eu tiver) no ballet clássico, sim! O meu único medo, que não é o mesmo de outras pessoas que é o fato dele “virar” homossexual, até porque se ele for, ele já nascerá assim, não vai ser o ballet que irá transformá-lo em um, é fato dele sofrer bullying e etc por fazer ballet clássico…
    Não sei como as pessoas podem achar isso tudo, é tão lindo ver bailarinOs dançando, minha mãe mesmo acha perfeito, ela fica fã…
    Ah, isso tudo me fez lembrar que ano passado, eu fui num espetáculo de jazz de uma escola de dança daqui da minha cidade, e no espetáculo infantil tinha uma menininho de uns 8 anos (eu acho) que dançava divinamente bem e, sinceramente, foi melhor que qualquer menina naquele espetáculo… O que me deixou mais feliz então, foi pensar que os pais, provavelmente, devem apoiá-lo.

    Vixi, escrevi demais…
    Beeeijos

  3. Que bom saber que aqui existem leitores de cabeças abertas!

    Ai, Cássia, a gente não sabe mesmo metade do que eles passam… Eu morro de vontade de colocar meu primo (aquele fofo), mas a mãe dele não deixa. Se um dia o meu quiser, eu vou deixar, sem problema nenhum.

    Nanda, acho assim, bullying qualquer um pode sofrer, por qualquer coisa, ou não. Se você ensinar uma postura legal pra ele, acho que fica tudo bem. 🙂 Relaxa!, quem sabe, até lá, as pessoas não mudaram de ideia?

    Beijocas, meninas

Comenta. É grátis! :-D

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s