os atrasos

pense num pessoa que tá atrasada na atualização do blog? Eu tô pior que ela.

De relevante, meu povo (na minha dança, claro), aconteceram 3 coisitas. Uma delas, eu trato hoje:

NÃO TÔ COM VONTADE DE VOLTAR PRAS AULAS. Me tira a temperatura aqui, gente, acho que tô com febre, tô doente. Sei lá. Nada do ano passado pra cá aconteceu, pra eu ter mudado de ideia. São as mesmas pessoas, o mesmo prof, o mesmo lugar… não discuti com ninguém, nem mudei de planos… só não tô com vontade de fazer aula. Mas lá no fundinho, eu tô sim. Tô com vontade de usar a meia-calça tonalizada (que eu ainda vou comprar, e falar sobre. acredite, não é só pelos 20 centavos pela meia), e a sapatilha bege, e melhorar na ponta, saber o que eu vou dançar no fim do ano…

 aviso: não tente entender essa menina. o ministério da saúde adverte que será perda de tempo.

Acho que o que eu não quero é voltar pra minha rotina maluca. Porque acontece que eu decidi que o ballet não é minha prioridade, mas minha futura profissão é. E a minha rotina maluca me atrapalha um bocado (veja bem, não é maluca. é cheia).

Sei lá.

Vou me forçar a ir na semana depois do carnaval. E veremos.

Anúncios

5 comentários em “os atrasos

  1. Nossa, sei muito bem o que você quer dizer. É uma loucura isso de fazer faculdade integral e ballet ao mesmo tempo, eu ainda tô tentando descobrir o segredo (se é que existe um hahahah). Mas sigo tentanto! Veremos aonde isso vai dar.
    (primeira vez que comento aqui, me identifiquei tanto com o post que não deu pra resistir 🙂 )

  2. Flor, essa falta de vontade é supernormal, ainda mais quando estamos focadas em outros planos. Eu morro de vergonha de dizer que, de tempos em tempos, não quero nem saber do ballet clássico. Depois, a vontade volta, o estudo volta e as coisas normalizam. É apenas uma questão de tempo. E esperarei ansiosamente pelo post sobre meias e sapatilhas tonalizadas (e vi algo sobre isso não lembro onde e lembrei na hora de você!).

    Beijo imenso.

  3. Olááá, Diana! =D
    Vamos indo que a gente dá um jeito, hehehe! É complicado, sim; atrapalha, sim; mas é tão ruim ficar longe do ballet!
    Uma outra leitora comentou sobre a mesma situação, num post mais antigo. Vê lá se te ajuda 😉

    Cássinha, eu tô nesse negócio de enjoada do ballet desde o fim do ano passado. E é louco, porque já falei pra meninas que estavam assim que é só dar tempo ao tempo, mas conselho de mim pra mim não funciona, hehe.
    E sobre a meia: meu professor já deixou \o/ agora é só comprar =D

    Beijocas, meninas!!

  4. Ai Cyndi, é mesmo difícil. Ano passado eu fazia faculdade de manhã, trabalhava à tarde e fazia ballet aos finais de semana. Chegou no final do (primeiro) semestre e eu não aguentava mais: perdia a hora da faculdade, não conseguia chegar no adagio da barra sem estar morrendo… Aí eu parei. É. Doeu. Mas acho que mais do que qualquer coisa, a gente precisa ter calma. Não deu, não deu, ué, paciência, infelizmente. Mas acho que você precisa tentar conciliar as coisas do seu jeitinho, no seu ritmo, antes de desistir por completo.
    Beijos!

Comenta. É grátis! :-D

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s